MAIS PERFORMANCE 2016
O festival apresenta trabalhos de 10 artistas nacionais e internacionais, que realizarão durante três dias performances ao vivo para o público e duas exposições com duração de um mês, incluindo uma mostra individual do artista austríaco Peter Weibel, um dos pioneiros na experimentação da arte e tecnologia, considerado um dos principais artistas mundiais na arte da performance. De 30 de setembro e 2 de outubro, o festival apresentará performances que ocuparão todo o prédio do centro cultural Oi Futuro Ipanema. A intensa programação trará ao público, experiências novas e artistas que abordam questões que vão do ritual ao tecnológico, abrindo novas perspectivas sobre a arte dos nossos dias. Na galeria do primeiro andar, uma mostra coletiva que recebe o nome do festival “Mais Performance”, levará para além dos três dias do festival, os trabalhos de seus artistas em uma exposição de vídeos especialmente produzida para o projeto que também ficará aberta à visitação até o dia 30 de outubro. Intitulada “Peter Weibel: The Messenger”, a mostra traz pela primeira vez ao Brasil vídeos e fotos de performances da década de 1960 e 1970, além de trabalhos de poesia visual do artista. Todos os trabalhos são da coleção do ZKM ­– Centro de Arte e Mídia, em Karlsruhe, um dos mais importantes museus dedicados a arte e tecnologia do mundo. A proposta do Festival Mais Performance é apresentar diferentes facetas do que já é historicamente conhecido na arte da performance e novas tendências no campo desta manifestação artística. Por isso, o projeto tem como objetivo mostrar criações performáticas que transbordam o escopo das artes visuais e do corpo e abarcam a interdisciplinaridade como tendência e influência. O festival também pretende justapor passado e presente, trazendo a exposição de um artista que já tem mais de 50 anos de trajetória no campo da performance, Peter Weibel, e nomes estabelecidos e novos da arte contemporânea que experimentam com essa linguagem.
MAIS PERFORMANCE | O FESTIVAL
7
page,page-id-7,page-template-default,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.2.1, vertical_menu_transparency vertical_menu_transparency_on,paspartu_enabled,menu-animation-line-through,popup-menu-fade,side_area_slide_with_content,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

O festival apresenta trabalhos de 10 artistas nacionais e internacionais, que realizarão durante três dias performances ao vivo para o público e duas exposições com duração de um mês, incluindo uma mostra individual do artista austríaco Peter Weibel, um dos pioneiros na experimentação da arte e tecnologia, considerado um dos principais artistas mundiais na arte da performance.

 

De 30 de setembro e 2 de outubro, o festival apresentará performances que ocuparão todo o prédio do centro cultural Oi Futuro Ipanema. A intensa programação trará ao público, experiências novas e artistas que abordam questões buy essays

que vão do ritual ao tecnológico, abrindo novas perspectivas sobre a arte dos nossos dias. Na galeria do primeiro andar, uma mostra coletiva que recebe custom essay writing services o nome do festival “Mais Performance”, levará para além dos três dias do festival, os trabalhos de seus artistas em uma exposição de vídeos especialmente produzida para o projeto que também ficará aberta à visitação até o dia 30 de outubro. Intitulada Peter Weibel: The Messenger, a mostra traz pela primeira vez ao Brasil vídeos e fotos de performances da década de 1960 e 1970, além de trabalhos de poesia visual do artista. Todos os trabalhos são da coleção do ZKM ­– Centro de Arte e Mídia, em Karlsruhe, um dos mais importantes museus dedicados a arte e tecnologia do mundo.A proposta do Festival Mais Performance é apresentar diferentes facetas do que já é historicamente conhecido na arte da performance e novas tendências no campo desta manifestação artística. Por isso, o projeto tem como objetivo mostrar criações performáticas que transbordam o escopo das artes visuais e do corpo e abarcam a interdisciplinaridade como tendência e influência. O festival também pretende justapor passado e presente, trazendo a exposição de um artista que já tem mais de 50 anos de trajetória no campo da performance, Peter Weibel, e nomes estabelecidos e novos da arte contemporânea que experimentam com essa linguagem.

30.09

SEXTA

ABERTURA

 

19h00

Mostra Mais Performance

19h00

Exposição The Messenger de Peter Weibel [Austria]

20h30

Performances Mais calor sob as pessoas e Sintese de duas máquinas seqüências de Peter Weibel

01.10

SÁBADO

OCUPAÇÃO

 

15h00

Arthur Scovino [BRASIL]

16h00

Gabriela Noujaim [BRASIL]

17h30

Flora Parrott [REINO UNIDO]

19h00

Debate

21h00

Leandro Goddinho [BRASIL]

02.10

DOMINGO

OCUPAÇÃO

 

15h00

Debora Santiago [BRASIL]

16h00

Anne Roquigny [FRANÇA]

16h00

Wellington JR. [BRASIL]

18h00

Marcella França [BRASIL]

20h00

Túlio Pinto [BRASIL]

21h00

Arthur Scovino [2º Parte]

03.10

30.10

EXPOSIÇÕES

 

15h00 – 21h00

Oi Futuro
Ipanema
Visconde de Pirajá, 54
Rio de Janeiro

maisperformance2016.com

Curadoria

Caroline Menezes

carol2

Curadora e crítica de arte, vive atualmente na Alemanha onde desenvolve o projeto Die Brücken: Network for Art and Technology no ZKM | Zentrum für Kunst und Medien Karlsruhe, através do programa German Chancellor Fellowship da Alexander von Humboldt Foundation. É co-editora do livro The Permanence of the Transient: Precariousness in Art publicado pela Cambridge Scholars Publishing e tem artigos em livros e catálogos como o 30 X Bienal: Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição. Faz parte do time permanente de críticos da revista inglesa Studio International desde 2006. Foi diretora assistente da Essex Collection of Art from Latin America, em Colchester, Inglaterra e trabalhou em projetos independentes de curadoria na Espanha, Portugal e Brasil. Sua mais recente curadoria, em território nacional, foi a mostra Códigos Primordiais sobre os início da Arte Computacional, em junho de 2015, no Oi Futuro do Flamengo no Rio de Janeiro.

Realização e Produção

Tathiana Lopes

57409

Fundadora e diretora da Cardápio de Ideias Comunicação e Eventos, agência de produção e desenvolvimento de projetos fundada em 2008. É criadora e diretora do Festival Novas Frequências, realizado desde 2011 no Rio de Janeiro, vencedor do Prêmio Noite Rio, integrante do ICAS (International Cities of Advenced Sound), que teve seus primeiros showcases no início de 2015 e 2016 na Escócia, Londres e Alemanha. É responsável pela produção do Shakespeare Lives, uma série de eventos no território brasileiro, para o fomento das artes e troca cultural entre o Reino Unido e o Brasil, realizado pelo British Council em 2016 que inclui Debates, Cinema, Teatro, com profissionais e artistas nacionais e internacionais. Foi responsável pela elaboração e produção da mostra de cinema ao ar livre Cine Daros no Pátio. Com o artista plástico Vik Muniz desenvolveu e produziu o Projeto Paisagem para Rio+20. Formada em artes, propaganda e marketing e gestão de negócios.

Buy cheap Viagra online